quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Tutu mineiro

Fiz essa receita há algum tempinho e resolvi publicá-la agora, assim aproveito e participo pela primeira vez do colher de tacho. E claro que esta tinha que ser minha receitinha, como boa mineira uai tenho que divulgar essa culinária maravilhosa. Espero que gostem!
Ingredientes:

3 xícaras (chá) de feijão carioquinha cozido e batido no liqüidificador (com o caldo)
1/2 cebola picada(s)
3 dentes de alho picado ou socado
100 gr de bacon
200 gr de linguiça
Ovos cozidos quanto queira para decorar
Sal a gosto
Cheiro verde a gosto caso goste
Molho de tomate
Farinha de mandioca quanto baste para ficar no ponto desejado (mais duro ou mais mole)

Modo de fazer

Frite o bacon. Adicione a linguiça picada e deixe fritar.
Em seguida, coloque a cebola e o alho deixando fritar. Adicione o feijão e o sal e deixe ferver por uns 5 minutos.
Adicione a farinha e mexa sem parar. Você vai escolher se quer que fique mais grosso ou mais molinho.
Coloque em um pirex, caso queira jogue por cima um molho de tomate.
Enfeite com os ovos cozidos partidos ao meio e cheiro verde.
Para acompanhar uma couve refogada e lombo de porco frito!
A consistência do tutu varia do gosto de cada um, minha avó fazia ele quase um angu, eu já gosto dele bem mole, quase sem farinha.
O bacon e a linguiça minha avó não usava, mas nem por isso era menos gostoso!

12 comentários:

Natércia disse...

Nani mas que maravilha adorei.um beijinho grande. Natércia...

ESSÊNCIA DO SABOR disse...

É conterrânea, a receita e as fotos abriram meu apetite...Como boas mineiras vc. acertou na receita.
Beijos
Marilene

receitinhas da belinhagulosinha disse...

nani k maravilha amiga .................bjokas muito grandes da amiga k tem estado um pouco desaparecida mas não vos esquece..bjokas

Cris disse...

Oi Nani, eu aqui de regime e olho para este tutu que eu amo!!! Você é mineira de onde? Minha mãe e meu marido também são...

Sabor & Arte disse...

Mas que delícia,adoro tutu e feito com tanto carinho e esmero,quem saboreou deve ter pedido bis.
Bjs
Nani

Laurinha disse...

Que delícia! Adoro comida mineira, sempre feita com carinho e capricho! Adorei!
Beijinhos,

Dinha disse...

Nani adoro Tutu, este está com uma aparência divina!

Cinara disse...

Nani, este tutu deve ter ficado do jeito que eu gosto: como você, também prefiro o tutu mais molinho! No restaurante onde almoço tem tutu uma vez por semana, mas é tão seco que não dá nem para comer... :o( Adorei o modo como você o decorou, também!
Beijos e um ótimo final de semana!

Camila Marinho disse...

Uai menina... Que trem bão é esse??? Amo tutu!!! E é a cara da nossa terrinha maravilhosa!!! A sua receita parece show!!! Tá com uma cara boa......Bjos

Akemi disse...

Nani, eu amoooo tutu de feijão! Com todos os acompanhamentos de direito e muita preguiça depois! rsss
Amiga, vim aqui ocupar um pouco se espaço para mandar a receita de massa de guiozá. Só que eu nunca fiz, já compro pronto mesmo. A receita vem de um programa japonês de muita confiabilidade. Já fiz várias receitas de lá e nunca deram errado. Aí vai:

Massa de guiozá:

250g de farinha de trigo para pão
20ml de óleo de gergelim
160ml de água quente

Despeje o óleo sobre a farinha e depois coloque a água quente. Misture com colher e quando a massa estiver em temperatura que dê para trabalhar com as mãos, jogue sobre a mesa e sove até ficar na consistência do lóbulo da orelha. Deixe coberto com pano por 30 minutos.
Faça um cordão com a massa e corte bolinhas como nhoque (cerca de 2cm). Em mesa polvilhada com farinha, vá abrindo cada bolinha em discos bem finos. Só tome o cuidado de deixar o centro mais grosso. Recheie, feche o guiozá e frite.
Espero ter ajudado! Qualquer dúvida, volte a perguntar!
Bjs e bom final de semana!

Cláudia disse...

Nani, que vontade de que deu de comer comida mineira, que é a minha preferida. Eu amo tutu de feijão, caldinho de feijao, o seu tá de matar de bom (mió do mundo)!

beijocas

Valentina disse...

Nani, que delícia esta receita. Me deu saudades de Minas, um cantinho do Brasil que amo tanto.Obrigada pela participação.